5 de out de 2008

muita estrada...

ao longo desses anos, tanta gente, tanta história...
uns voaram alto, outros caíram na base...
o que faz brilhar uma estrela??
o que a mantêm brilhando...
em 18 anos de carreira, posso grifar várias linhas de possíveis respostas/ respostas prováveis...
na real...
muitas são verdadeiras/
os que insistiram em manter aquilo q acreditaram, chegaram mais consistentes...mesmo q talvez tenham demorado mais p chegar...
qual o objetivo por trás, revela o plano de vôo...
assistindo a MTV agora, vi a banda 9000 anjos...
lembrei de Salvador, daquele barco onde gravamos a nova cena musical,
alternativa baiana...(98/99 ?)
fiquei feliz... meu amigo se manteve fiel a ele mesmo, e tá rolando...
Emanuelle (hoje Moinho) também é uma resposta a verdade da alma...
qdo foi substituir Iveth na Banda Eva, não rolou...
mas não rolou, porque aquela não era a verdade dela...
a Moinho é,
e ela está ÓTIMA!!!
Alex Nogueira... se manteve tão ele , que Ok/ está indo no seu seguimento/ representa a nova geração do humor cearense, sem ser pejorativo, escatológico...
é bacana, simples e bom...muito bom!
São tantos exemplos,
a resposta parece ser sempre seja a sua VERDADE,
que vai rolar...e se não, vc se manteve inteiro, íntegro...genuíno.

algumas cenas ...





No caminho encontramos lugares, pessoas...momentos inesquecíveis,
que pedem para ser relembrados sempre...eis alguns.

...viajar...

...viajar é preciso...

e foi assim:
certo dia , disse um sábio ao jovem aprendiz...

" quem não tem quilometragem , não tem bagabgem ...
e quem não tem bagagem...
não é interessante."

(ele nem era tão sábio assim e o jovem aprendiz, sim...era jovem, mas era uma jovem)

Acreditei naquelas palavras como um aforismo metafórico,
quântico,
místico,
espiritual...
ou literal!!!

E,
viajei...
viajei...
viajei...
e continuo viajando...

Alguns já condenaram essa eterna busca,
como se a minha atrapalhasse de alguma forma as suas próprias.
Errei muitas vezes o caminho,
peguei alguns atalhos que me levaram ao céu,
...outros ao verdadeiro inferno...
Mas ...viajar é preciso...
(viver não é preciso ?)
Alguém muito genial já escreveu algo semelhante eu sei,
mas só posso escrever a minha própria verdade, a ela me entreguei.
E vivo,
viajando!!!
Através do tempo, personagens, estados, cidades, vilarejos, países, aldeias, oceanos, lembraças, costumes, sabores, estradas sinuosas, curvas...ai, curvas...
A última, me deixou muito diferente, mas isso é para um outro capítulo...
depois

trazendo na bagagem...